Todas as fotografias são da autoria de Bruno César Rodrigues, que detem todos os direitos. O seu uso é proibido sem prévia autorização.

All photos by Bruno César Rodrigues, and they have all copyrights. Downloads are forbidden without previous permission.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

domingo, 22 de junho de 2008

Fugitivo




Tudo me foge...

Dizem que nos faz crescer,
A mim,
Faz-me deixar de arriscar.

Sinto-me vazio cada dia que passa,
Sinto-me a fugir dum trilho...
Mesmo não acreditando no destino...
Luto pelo meu, cada dia,
Cada pulsar do meu coração...

Cada suspiro da minha vida é um lamento,
Pelo que passa,
Pelo que deixo fugir.

Deixo de acreditar...
Deixo de olhar para o espelho,
Pois, não gosto do que vejo...

Tudo acontece por uma razão...
Mas ainda não sei qual a minha razão de viver...
Cada vez mais olho para o espelho,
Vejo um vazio.

Sei que sou mais Amigo dos outros que de mim proprio...
Mas também sei que...
Sou mais Amigo, que Eles de mim...
Mas sei que estou entregue a quem eu não conheço...

Sou melhor como Amigo do que como...
É o que dizem!!!
Pois, até dizem que sou boa pessoa...
Mas só!!!
E ja ando cansado de olhar para o espelho e não ver mais nada.
Sempre a mesma cara,
Mas a mesma esperança que tinha, perde-se...
Deixo de arriscar, de viver, de sonhar...

Sonhar... Tantos sonhos e nenhum se realiza.

Não são imposiveis, mas...
Tem sempre um "mas"...

Mas não me deixam concretizar-los.
Todos! Não me deixam leva-los em frente...

E ninguem esta presente naquele espelho,
Só eu!!!
Velho, gasto, triste, melancólico... Cada vez mais enterrado!!!
Morto, vazio...

Mas dizem que estas coisas fazem-nos crescer!
Tenho crescido...
Já tenho alguns anos,
Mas a vida esta a passar-me ao lado,
Cada segundo...
E nada, nada, nada muda...

E amanha, lá volto eu, com um sorriso
Como se nada fosse,
Apareco!
E, o Amigo de todos, lá esta Ele para o que for preciso.
Mas nunca para o que Eu preciso!!!

Até és boa pessoa...

E sei que estou entregue a alguem que ainda não conheci...
E não sei se um dia, a vou conheçer!!!

terça-feira, 10 de junho de 2008

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Primavera

Tive a minha
Primavera bastante cedo,
Mas na altura certa,
Chegou em Janeiro.
Passou tão rapido, mas de uma forma intensa.
Para mim todas as primaveras são vividas intensamente,
Esta foi diferente
Partilhamos objectivos, vontade, espírito, felicidade, sentimento...
A Primavera foi fugaz...
Quente, nem sabes o quanto quente foi...
Nem imaginas o que senti naquela chuva, na minha única chuva.
Mas, olho em frente e vejo que este Inverno frio vai passar rapido e logo, logo a Primavera volta, eu acredito!

Eu acredito...
Sem pressões!
Como aquele sonho
Que tinha medo de contar
E agora receio de não poder se realizar...
Sei o que sentes,
E sei que vai aumentar,
Mas tudo vai depender, não de ti...
Mas do que eu ainda te posso dar...
Será que tenho o que tu queres?
Os teus olhos dizem que sim...
Vamos aos poucos contruir o Castelo, sem pressões!
Eu acredito...
Acredito naquela Primavera antecipada...
Ja sinto falta!!!
Para mim serás a minha Primavera.


Bruno Rodrigues 23-03-2008

Só para Ti!!!

Sou como sou,
Sou feliz, cada vez mais feliz...
Sou apaixonado,
Reinventado
Renascido
Por ti...

Só para ti!!!
Sou como sou,
Um apaixonado
Pela Vida
Pela chuva...
Aquela chuva
Pelo ar que me toca
Pela paixão que nos sorri
Pelos teus olhos a brilhar,
Pelos gestos que o teu corpo me provoca

Só para ti!!!
Sou como sou
Um apaixonado
Vivo para mim
Vivo para te ver
Para te tocar, sentir, cheirar,
Vivo para O sorriso
Que me toca
Que me derrete...
Humm... Ai Ai...

Sou como sou
Mas...Só para ti!


23-02-2008 Bruno Rodrigues

Quem te dera...

Ser como eu...
Pensar como eu...
Viver como eu...
Sentir como eu...
Ser único,
Feliz como eu...
Desfrotar e Amar
Ser forte como eu...
Ser.
Por quem me tomas?
Sou eu!!

Quero dar-te o que queres...
Quero dar-te o que mereces...
Quero que sintas o que eu sinto...
Mas,
Não obrigo-te a nada,
Posso tentar

Tentar,
Não desistir
Lutar
Lutar
E viver...
Quem me dera...
Ter uma personalidade ainda mais forte,
Não ser despresado...
Usado...
Jogado pro lado...
Ate quando?
É agora?
O que queres...

Quero-te!!!
Quero-te bem,
Quero-te feliz
Quero-te realizada,
Quero-te resurgida,
Quero-te amada, vivida, mesmo que seja sofrida...
Quero-te bela,
Querida,
Apaixonada...
QUERO...
Mas o que?!

A vida?
A vida...
A paz...
A loucura constante...
A sorte...
A tristeza...
O desejo...
O sexo...
O amor...
O trabalho...
...Aquele sentimento, sabes?!
Acho que não, perdeste-o...
Ou será que não?

Se o perdeste não lutas,
Não vives,
Não trabalhas por ele?
Mas porque?
Chega de testes
Provas, exames.... Vive!!!

Vive para quem te quer,
Vive sem fugir, desistir, lutar,
Bolas, mas porque?!
Porque a vida,
A tua vida é mais importante que os "outros",
Mesmo que te faça um ser mais corajoso e com aquele
Grande sorriso de doido...
Apaixona-te!!!

Ah... E deixa os "paranços*" de lado.

Bruno Rodrigues 14-01-2008


* Paranços- desconfiança; descrente de afectos e compreensão; descompensação.

Casa... Deixa a Luz entrar...

Sente de novo, aquela dor...
A pouco e pouco respirar,
Aquele amor que foi...
Vivido,esquecido em segredo,
Como ninguem, Perdoar,como perdoar?...
Á tanto tempo que eu queria mudar,
Queria voltar,
Acordar...
Deixar o dia passar devagar...
Assim ficar...
Sente de novo, aquele amor...
A pouco e pouco consolar,
Aquela dor que foi...
Vivida e sofrida em silêncio
Chegar de novo, Sentir o amor,
Voltar a casa sem pensar...
Deixar a luz entrar,
Esquecer aquela mágua sem ter medo,
Como ninguem,
Encontrar, poder encontrar!...
Todas as coisas que eu não soube dar,
Saber amar,
Perdoar, saber perdoar...
Á tanto tempo que eu queria mudar,
Queria voltar,
Aceitar.
Deixar que o tempo te faça voltar,

Saber esperar...

Bruno Rodrigues 2007

sexta-feira, 6 de junho de 2008

domingo, 1 de junho de 2008

Exposição