Todas as fotografias são da autoria de Bruno César Rodrigues, que detem todos os direitos. O seu uso é proibido sem prévia autorização.

All photos by Bruno César Rodrigues, and they have all copyrights. Downloads are forbidden without previous permission.

domingo, 22 de junho de 2008

Fugitivo




Tudo me foge...

Dizem que nos faz crescer,
A mim,
Faz-me deixar de arriscar.

Sinto-me vazio cada dia que passa,
Sinto-me a fugir dum trilho...
Mesmo não acreditando no destino...
Luto pelo meu, cada dia,
Cada pulsar do meu coração...

Cada suspiro da minha vida é um lamento,
Pelo que passa,
Pelo que deixo fugir.

Deixo de acreditar...
Deixo de olhar para o espelho,
Pois, não gosto do que vejo...

Tudo acontece por uma razão...
Mas ainda não sei qual a minha razão de viver...
Cada vez mais olho para o espelho,
Vejo um vazio.

Sei que sou mais Amigo dos outros que de mim proprio...
Mas também sei que...
Sou mais Amigo, que Eles de mim...
Mas sei que estou entregue a quem eu não conheço...

Sou melhor como Amigo do que como...
É o que dizem!!!
Pois, até dizem que sou boa pessoa...
Mas só!!!
E ja ando cansado de olhar para o espelho e não ver mais nada.
Sempre a mesma cara,
Mas a mesma esperança que tinha, perde-se...
Deixo de arriscar, de viver, de sonhar...

Sonhar... Tantos sonhos e nenhum se realiza.

Não são imposiveis, mas...
Tem sempre um "mas"...

Mas não me deixam concretizar-los.
Todos! Não me deixam leva-los em frente...

E ninguem esta presente naquele espelho,
Só eu!!!
Velho, gasto, triste, melancólico... Cada vez mais enterrado!!!
Morto, vazio...

Mas dizem que estas coisas fazem-nos crescer!
Tenho crescido...
Já tenho alguns anos,
Mas a vida esta a passar-me ao lado,
Cada segundo...
E nada, nada, nada muda...

E amanha, lá volto eu, com um sorriso
Como se nada fosse,
Apareco!
E, o Amigo de todos, lá esta Ele para o que for preciso.
Mas nunca para o que Eu preciso!!!

Até és boa pessoa...

E sei que estou entregue a alguem que ainda não conheci...
E não sei se um dia, a vou conheçer!!!

4 comentários:

Juliana disse...

Bem, a minha curiosidade trouxe-me ao teu blog...
Não sei o que dizer!
Entristeci c/ cada palavra que li e tornei a reler.
Compreendo o que se está a sentir - uma pessoa tenta e tenta e nada muda - mas a esperança n pode desaparecer, por mais que o tempo passe temos de ser persistentes e ter paciência para conquistarmos, se n for por um caminho, haverá outros! Por vezes deixamos de ter esperança e desistimos porque ha sempre o tal "mas" das leis existirem... ou, simplesmente, porque somos nós que criamos os próprios "mas" quando somos fracos, quando não temos coragem de ir mais além, quando temos medo - digo isto no geral, todos já vivemos momentos assim... mas, por vezes, estes momentos são até bons, pk nos ajudam a compreender melhor as coisas da vida!
Bem... é melhor n escrever mais no testamento, já está grande eheheh

Beijinhos e sempre c pensamento positivo!!

Ana Lua disse...

Nem de propósito… Hoje ao ler esta tua entrada do blog, lembrei-me automaticamente do que escrevi ontem à noite no meu Diário, e achei que se calhar não foi coincidência, juntamente ontem ter-me lembrado de um pequeno e antigo texto.

Há uns anos (há muitos porque ainda nem tinha ido para a Universidade!) escrevi um texto que ofereci a um amigo que, na altura desabafava muito comigo...vivia dias tristes, de solidão e de angústia e eu na simplicidade do gesto escrevi-lhe!

Guardou o pedaço de papel durante anos e um dia destes, talvez porque sabia que eu precisava de algumas palavras de conforto, enviou-me de volta o pequeno texto num e-mail e... arrancou-me um sorriso! :0)

Fica aqui esse pequeno texto porque me parece que também tu precisas e mereces um pequeno e simples miminho... espero também eu ter conseguido arrancar-te um sorriso! :0)


Sonhar...
Sonha que existe um sonho colorido...
Em tua alma, no teu coração, em tudo o que tens vivido!
Sonha e faz de ti um duplo ser guardado
Sem medos, ilusões...
Apenas tu e o teu sonho reservado.
Ainda que sonhar seja um receio, todos os sentimentos recalcados
De que te sentes dono envergonhado
Consomem-se na imaginação do teu sonho doirado.
Sonha! Sabes porquê?
Porque os sonhos não ditam..
Esquecem...
Então, porquê esperar se o que vale a pena é sonhar?
Só tens que esquecer os momentos sombrios, longos, penosos..
Não crer na demora da felicidade que procuras...
Ir sempre mais à frente do que o teu próprio passo..
Porque os sonhos do que não foram, nem podem ser...
Serão tudo! O teu relógio, o teu compasso.
Também eu sonho sem fim nem fundo.
Do meu caos, do mal que existo...
Quero dizer ao mundo que se vivo.
Parece que minto...
Não sou aquilo que aqui suponho.
Às vezes parece que caio num poço.
De onde só posso sair através do sonho!
As coisas que a sorte me deu
Levou-as ela consigo
Mas os sonhos em que sou eu
Esses guardo-os comigo!
Mas a minha desgraça está em querer isto:
Poder desejar o que não há, fazer da vida mais que um plano previsto!
Por isso vou continuar a sonhar...
Porque sonhar é o prazer de não cumprir um dever...
É ter nada feito e por fazer...
É olhar alguém e ver mais além...
É desejar que o tempo se atrase sem razão
É inventar reis e rainhas
Sem para eles existir um trono!
Se teus olhos entristecem e já nem ouves o que eu digo
Também tu tens que sonhar
Fazer do mal um sorriso
SONHAR...

Beijo Grandeeeeeeeeeeeee... ;0)
Adorei a Fotografia.

Anónimo disse...

Posso dizer que me "apaixonei" por o teu blog??!!!! Partilho dos mesmos gostos que tu tens pela fotografia e por cinema...
Sonha muito e acredita sempre!!! :)

Gisela disse...

E nesse dia, ao qual te deves agarrar como um Pleno Luar que abre a noite e inspira ao sonho real... nesse dia verás que os dias passados são já mudos de lamentos, que o rosto cansado é já memória vazia e que da sombra de dias perdidos emergiu o Encontro no tempo marcado à espera de Ti. Sê quem és, sintoniza-te, acredita... e tudo regressa...

Exposição